Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Coronavírus

SMS já realizou 144 treinamentos do plano de contingência para Coronavírus

Profissionais de Saúde, do Aeroporto Santa Genoveva, Infraero, Anvisa e Estação Rodoviária estão entre grupos capacitados

Publicado em: 13 de março de 2020 às 09:46 | última atualização: 14 de março de 2020 às 23:43

Em pouco mais de mês de execução do Plano de Contingência do Coronavírus, Goiânia já realizou 144 cursos de treinamento para enfrentamento do vírus. Médicos, enfermeiros e demais servidores de todas as unidades de urgência foram os primeiros a receber a capacitação que envolve desde medidas de vigilância a prevenção e assistência aos casos suspeitos. Profissionais das unidades básicas de saúde e Samu também receberam as mesmas orientações.

Além dos profissionais de Saúde, a SMS também se reuniu com vários setores importantes para o fluxo de pacientes, de pessoas que possam estar com sintomas suspeitos. Entre eles estão dirigentes da Infraero e Anvisa, funcionários do Aeroporto Santa Genoveva e da Estação Rodoviária. Na oportunidade, foi estabelecida a forma como os pacientes suspeitos devem ser direcionados a uma unidade de Saúde para que haja um controle, correto diagnóstico e estabelecidas as medidas necessárias de prevenção da transmissão do covid-19.

Segundo a secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, toda a rede municipal de Saúde está preparada para receber os casos suspeitos de Coronavírus. “A prefeitura vem se preparando desde o anuncio do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, nos dias cinco e seis de fevereiro, quando convocou todos os secretários estaduais e municipais para apresentar o Plano Nacional de Contingência. No dia seguinte já estávamos com nosso plano pronto”.

Para Fátima Mrué, não há motivos para pânico. “Temos que nos preocupar sim, mas sem causar pânico e agir com responsabilidade".

A prevenção do contágio e, consequentemente, a transmissão para outras pessoas, segundo a secretária, é o mais importante neste momento. “Caso a pessoa esteja tossindo, ela deve primeiramente evitar aglomerações, lavar sempre as mãos, proteger o rosto ao tossir e espirrar e usar máscara. Essa é uma medida que evita também contágio de outros vírus, como o H1N1. No caso de pessoa com suspeita de contaminação, ela deve se dirigir a uma unidade de Saúde mais próxima, onde encontrará um atendimento multiprofissional pronto para atendê-la. Caso a suspeita seja confirmada e o paciente esteja grave, é encaminhado para o Hospital de Doenças Tropicais (HDT), se for um caso leve poderá, inclusive, permanecer em isolamento domiciliar e será monitorado diariamente. Tudo isso faz parte de nosso plano de contingência”, informa a secretária.

O Plano de Contingência do Município de Goiânia está bem detalhado em 37 páginas e segue protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde para o covid-19.

São considerados casos suspeitos de infecção pelo Coronavírus: pessoas que possuem histórico de viagem ou tiveram contato com algum caso suspeito ou caso confirmado e apresente os seguintes sintomas: febre ou mais um sintoma respiratório.

Goiânia contra o coronavírus

Sirlene Mendonça, da editoria de Saúde