Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Infraestrutura

Segundo turno da operação tapa-buraco eleva atendimento à população

O número de equipes ativas responsáveis pelos trabalhos realizados diariamente foi ampliado, passando de 15 para 24

Publicado em: 12 de fevereiro de 2020 às 11:09 | última atualização: 12 de fevereiro de 2020 às 11:09

Intensificada desde o dia 30 de janeiro, a operação tapa-buraco eliminou mais de 38 mil fendas das ruas de Goiânia. Somente na primeira semana deste mês, nas operações do segundo turno, foram cobertos 2.982 buracos, em 33 bairros da cidade, sendo que muitos, pelo tamanho, densidade populacional e intensidade do trânsito, foram atendidos mais de uma vez.

Com a ampliação dos serviços, o número de equipes ativas por dia passou de 15 para 24. A operação conta com 16 caminhões no período matutino (8h às 15h) e 8 caminhões no período vespertino (16h às 22h). Diariamente são utilizadas cerca de 128 toneladas de revestimento asfáltico CBUQ, material recomendado para pavimentação urbana.

No primeiro turno da operação desta quarta-feira, as equipes estão nos seguintes bairros: Vila Osvaldo Rosa, Setor Marista, Setor Sul, Vila Monticelle. Chácara Retiro, Setor Pedro Ludovico, Jardim América, Bairro, Rodoviário, Residencial Sollar Ville, Setor Brisa da Mata, Setor São José, Setor Sol Nascente, Setor Andreia Cristina, Setor Dom Fernando, Conjunto Riviera.

As solicitações podem ser feitas pelos nossos canais de atendimento:

Telefone 3524-8363 / 8373

WhatsApp 98493-7229

Aplicativo Prefeitura 24 horas

Reconstrução asfáltica

A Prefeitura de Goiânia entende que, mesmo com o reforço da operação e a ampliação de turno para eliminar os buracos das ruas, o problema só será solucionado definitivamente com o programa de reconstrução da pavimentação asfáltica de 630 km de ruas, avenidas e trechos de vias em 110 bairros de todas as regiões da cidade.

A licitação já foi homologada e a Seinfra aguarda a assinatura e certificação dos contratos para emitir as ordens de serviço às empresas Engefort e Construservice, vencedoras da concorrência pública para a execução do serviço.

Júlia Larissa, estagiária da editoria de Infraestrutura sob a supervisão de Nara Serra