Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Saúde

Saúde apresenta projetos de prevenção à obesidade

Iniciativa faz parte das ações da Gerencia de Doenças e Agravos Crônicos não Transmissíveis da SMS Goiânia

Publicado em: 30 de outubro de 2019 às 16:23 | última atualização: 31 de outubro de 2019 às 10:36

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), apresentou na manhã desta quarta-feira (30/10) novos projetos que irão promover mais Saúde à população goianiense através de cuidados com a alimentação e prevenção da obesidade.  O evento de apresentação foi realizado no miniteatro da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás (UFG), que também é parceira do projeto. 


O projeto apresentado pela Gerencia de Doenças e Agravos Crônicos não Transmissíveis da SMS Goiânia propõe grupos de controle de peso para unidades da atenção básica de saúde e a UFG o projeto de ações de enfrentamento e controle da obesidade no âmbito do SUS. As propostas integram as ações em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação e Dia da Prevenção da Obesidade, ambos celebrados no mês de outubro.


As ideias partiram e foram desenvolvidas através das diretrizes da Política Nacional de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde que envolve a promoção da alimentação adequada e saudável, vigilância alimentar e nutricional e gestão das ações de alimentação e nutrição.

De acordo com a pesquisa da Vigilância de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), a prevalência de sobrepeso e de obesidade aumentou nos últimos anos. Em Goiânia, 49,7% dos adultos estão com sobrepeso e 16,5% com obesidade.

''É importante ressaltar que a obesidade é uma doença multifatorial e é fator de risco para outros agravos crônicos não transmissíveis, inclusive o câncer. Por isso, elaboramos esses projetos, com o objetivo de promover mais saúde à população por meio da alimentação saudável e  prevenir os casos de obesidade'', explica a gerente de doenças e agravos não transmissíveis da SMS Goiânia, Daniela Teixeira. 

Anna Carolina Cruz, da Diretoria de Jornalismo