Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Saúde

Saúde alerta sobre prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis

Em Goiânia, os testes rápidos estão disponíveis em 74 unidades de saúde

Publicado em: 20 de dezembro de 2019 às 09:00 | última atualização: 19 de dezembro de 2019 às 11:30

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), chama atenção para importância dos cuidados e prevenção contra Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

De acordo com o Ministério da Saúde, as ISTs são causadas por vírus, bactérias e outros microrganismos. As formas de transmissão ocorrem por meio do contato sexual, oral, vaginal ou anal, sem o uso de preservativo, a partir do contato com uma pessoa que esteja infectada.Adicionalmente, também podem ser transmitidas por contato sanguíneo e da mãe paraa criança durante a gestação, parto ou amamentação.

As ISTs podem se manifestar por meio de feridas,corrimentos e verrugas anogenitais, entre outros possíveis sintomas, como dorpélvica, ardência ao urinar, lesões de pele e aumento de ínguas. São alguns exemplos de IST: herpes genital, sífilis, gonorreia,tricomoníase, infecção pelo HIV, infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV), hepatites virais B e C.

Atualmente, o Ministério da Saúde vem incentivando a realização do teste rápido como importante estratégia de saúde pública na ampliação do diagnóstico, disponibilizando testes para sífilis, HIV, hepatites B e C.

Em Goiânia, os testes rápidos estão disponíveis em 74 unidades de saúde, com previsão de expansão para todas as unidades básicas de saúde do município até março de 2020.

Segundo a médica infectologista do Centro de Referência em Diagnostico e Terapêutico (CRDT)HeloinaClaret, o uso do preservativo é a forma mais eficaz para prevenção. ‘’A melhor forma de prevenção, sem dúvidas, é usar o preservativo. Outro ponto é que uma pessoa infectada que está em tratamento regular fica com a carga viral indetectável e nesta situação ela não vai transmitir a infecção. Então, essa também é uma forma de diminuir o risco e aumentar a prevenção’’, explica.

A gerente de doenças e agravos transmissíveis da SMS Goiânia, Sara Fleury Lobo, fala sobre o diagnóstico das IST´s. “Qualquer Unidade Básica de Saúde pode realizar o diagnóstico das IST’s com base na anamnese, identificação das diferentes vulnerabilidades e exame físico. Quando indicado, deve-se proceder a coleta de material biológico para realização de testes laboratoriais ou rápidos”.

Cuidados e prevenção
Dentre as formas de prevenir a transmissão das IST’sexistem diversos cuidados, como, por exemplo, ouso de preservativo em todas as relações sexuais.A imunização é considerada uma estratégia efetiva para prevenção do HPVe Hepatite B, estando disponível em todas as salas de vacina do município de Goiânia.  Para HPV é indicada para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. A vacinação contra a hepatite B, no Brasil, está indicada para todas as faixas etárias desde 2016. A vacinação é a principal medida de prevenção, sendo extremamente eficaz e segura.

Para quem teve qualquer situação de risco de contato com o HIV, seja por sexo desprotegido, acidente de trabalho com material biológico ou pessoa que sofreu violência sexual, a SMS oferece também a Profilaxia Pós-Exposição (PEP) em cinco unidades de urgência 24 horas da rede,sendo elas, Cais Novo Mundo, Cais Guanabara, Cais de Campinas, UPA Noroeste e UPA Itaipu.

A terapia consiste na oferta de medicamentos antirretrovirais nas primeiras 72 horas após um possível contato com o vírus. A pessoa fará o uso dos remédios que são utilizados para tratamento do HIV/Aids por um determinado período de tempo e realizará acompanhamento ambulatorial.

É importante ressaltar que a SMS disponibiliza o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) localizado no CRDT. O CTA realiza ações de diagnóstico e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis com atendimento sigiloso,também atende demanda espontânea e realiza testes convencionais e testes rápidos.

 Anna Carolina Cruz, da Diretoria de Jornalismo