Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Educação

Projeto Aula Digital encerra ano com formação sobre Metodologias Ativas

Objetivo é melhorar as oportunidades das crianças, incorporando a inovação nas escolas por meio da tecnologia e novas metodologias de ensino e aprendizagem

Publicado em: 12 de dezembro de 2019 às 15:56 | última atualização: 12 de dezembro de 2019 às 15:56

A Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), por meio do projeto Aula Digital e iniciativa nacional da Fundação Telefônica Vivo, encerrou nesta quinta-feira (12/12) o ano letivo com mais uma formação para assessores e formadores do Projeto Aula Digital. Com cerca de 30 participantes, a temática foi conduzida pela professora Bárbara Szuparits, da Gestão de Projetos Educacionais, do Repensar Educacional, em parceria com o CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável.

O objetivo da formação é dialogar e refletir sobre metodologias ativas, aprendizagem criativa, ensino híbrido, inovação educativa, cultura digital, letramento digital, pensamento computacional, gamificação e STEAM, ressaltando quais são as dificuldades e desafios atuais dessas temáticas, como se contemplam no Projeto Aula Digital, relacionando com Currículo de Tecnologia e BNCC. A ação visa compreender os atuais desafios da Educação com o uso de metodologias atuais e tecnologias, em uma perspectiva de atuação dentro do projeto.

A gerente Luciana Barbosa de Freitas relatou o quanto tem sido importante a realização do projeto, que só é possível por contar com várias parcerias. “Nós percebemos nas escolas uma ressignificação do trabalho por parte de todos os envolvidos, desde a gestão, professores e alunos e tem facilitado cada vez mais a questão da inovação e a apropriação dos professores com uso das tecnologias com os alunos. Para 2020, temos ainda muito o que avançar, mas até aqui, já caminhamos bastante e com grandes resultados”, pontuou.

As formações são feitas em parceria das gerências de Formação e assessores da Gerência de Tecnologia da SME, os encontros com os professores é realizado por uma dupla, sendo um de cada gerência, agregando de forma significativa conhecimentos e o interesse em compartilhar novas experiências e inspirar metodologias. O professor Rafael Vieira, apoio técnico pedagógico do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE), falou da gratificação que é perceber o encantamento e interesse dos alunos pelas aulas. “As ações nos proporcionou uma aproximação direta com professor e formação real de uma rede colaborativa do conhecimento”, afirmou.

Projeto Aula Digital
O Projeto Aula Digital é parte integrante do ProFuturo, programa global criado pela Fundação Telefônica e Fundação Bancária La Caixa, presente em países da África, Ásia e América Latina. O intuito é melhorar as oportunidades das crianças, incorporando a inovação nas escolas por meio da tecnologia e novas metodologias de ensino e aprendizagem.

Ademais, oferece às unidades escolares dispositivos tecnológicos, com objetivo de facilitar o acesso à educação de qualidade para crianças da rede pública de ensino. Vale frisar que o município de Goiânia é o primeiro da região Centro-Oeste a receber o projeto desenvolvido pela Fundação Telefônica Vivo no Brasil.

O coordenador administrativo do Projeto Aula Digital, Marcelo Rodrigues de Paula, declarou que está finalizando o ano colhendo os resultados das ações, com mudanças de metodologias e o uso de tecnologias nas escolas, visando principalmente a aprendizagem significativa para os alunos. “As parcerias do projeto em 2019 foram um sucesso e em 2020 vamos continuar e ampliar a participação para mais escolas da rede municipal de educação”, concluiu.

Em 2019 o Projeto Aula Digital atendeu a 100 escolas e a SME conseguiu realizar a formação de 794 educadores, superando as metas estipuladas, com dois módulos de formação, sobre Espaços Diferenciados e Papel do Professor. Para o próximo ano, novos módulos voltados para o uso das tecnologias serão oferecidos aos professores. 

Adriene Bastos, da editoria de Educação e Esporte
Foto: Aline Cavalcanti