Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Educação

Programa Com Ciência transforma professores em cientistas

Objetivo é aprimorar o conhecimento e aproximar os professores da educação básica para o ensino da ciência

Publicado em: 08 de outubro de 2019 às 16:40 | última atualização: 09 de outubro de 2019 às 12:00

Professores de ciências biológicas e de outras áreas de formação do Ensino Fundamental das escolas municipais de Goiânia estão se tornando ‘’cientistas’’. Isso porque o "Programa Com Ciência: Experimentação na Escola" tem realizado capacitação de professores com experimentos científicos para que depois os docentes apliquem o conhecimento em sala de aula. O programa é uma parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia com a Secretaria Municipal de Educação e Esporte.

Victor Chaves é professor de ciências na Escola Municipal Bernardo Élis e está participando dos cursos. Para ele, projetos como esse agregam conhecimento à sua área de formação e oportunizam um novo contato com o meio acadêmico. "É uma de forma de nos reaproximar do meio acadêmico, é muito bom poder voltar para um laboratório da faculdade. Ao levar essas experiências para sala de aula, despertamos a essência do cientista, que é a curiosidade. Quando conseguimos provocar esse sentimento nas crianças, metade do caminho do ensino das ciências naturais já foi feito’’, explica.

Segundo Rafaela de Castro, integrante da comissão do projeto e professora de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás (UFG), o público alvo do programa são os professores de todas as áreas de formação da rede básica. "A ideia é tornarmos a ciência parte do cotidiano da escola. Para isso, estamos ensinando os docentes a realizarem experiências científicas simples e com materias acessíveis. Com essas atividades eles podem desbravar um mundo inteiro que está ao redor deles.

‘’Sou professora da educação infantil para alunos com idade de 2 anos. Como docente é um desafio estar participando, porque o meu objetivo é extrair das experiências o conhecimento para as crianças e, principalmente, conseguir adequar os experimentos para a linguagem delas. Vejo como um momento de estarmos nos reciclando como profissionais’’, afirma a pedagoga Giselle Godói.

A Escola Municipal Professor Amélia Fernandes Martins também está participando do curso e sendo representada pela professora Hylian Bastos. "Para nós professores esse espaço agrega valo à qualidade das aulas, porque ele nos motiva a ensinar coisas novas e um professor motivado também motiva seus alunos. Além de tudo, os alunos gostam desse tipo de aula que ensinam tanto na teoria quanto na prática’’, disse.

Ainda de acordo com Rafaela, durante o desenvolvimento das atividades ela tem escutado diferentes relatos de profissionais a respeito da importância do Programa. "Temos um professor participando. Em algum momento da carreira ele se desmotivou, mas ao ver as ações desenvolvidas pelo programa voltou a ter interesse em aplicar essas metodologias diferentes em sala de aula. Para nós isso é muito gratificante’’, acrescenta.

Anna Carolina Cruz, da Diretoria de Jornalismo
Foto: Edilson Pelikano