Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Manutenção Urbana

Produção de flores em Goiânia é sustentável

Embalagens de materiais recicláveis jogadas nas ruas ou que muitas vezes eram descartadas no Aterro Sanitário são e aproveitadas pelos servidores da Comurg

Publicado em: 09 de janeiro de 2020 às 10:39 | última atualização: 09 de janeiro de 2020 às 10:39

Copos descartáveis, garrafas, latas de tinta e caixas de leite. Tudo é reaproveitado para produzir mudas de flores e árvores nos quatro viveiros da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg). Até setembro deste ano, foram cultivadas mais de 551 mil mudas de espécies variadas que foram utilizadas nas praças e espaços públicos da capital.

No Viveiro Buritis, por exemplo, o modelo sustentável atende toda a produção do local. Com 200 servidores, a unidade tem capacidade para produzir até cinco mil mudas por mês. Além disso, cada viveiro conta com uma equipe para recolher os materiais recicláveis nas ruas. A Comurg, inclusive, disponibiliza um canal de comunicação, por meio do WhatsApp (62) 98596-8555, para as pessoas que desejam doar embalagens em geral.

Depois de recolhidas, algumas embalagens, como as latas de tintas, passam por um tratamento de retirada de substância química. Em seguida, a produção segue por várias etapas: primeiro as sementes são colocadas nos canteiros e após o nascimento são transplantadas para a estufa, onde vão para as embalagens recicláveis. Após alguns dias, dependendo da espécie, elas são levadas para tomar um sol e, por fim, são encaminhadas para os canteiros das praças. 

Este modelo de reciclagem e reaproveitamento, além de contribuir significativamente para a preservação do meio ambiente, possibilita uma economia nos gastos com os materiais que são utilizados pela Comurg. 

Thiago Araújo, da Diretoria de Jornalismo