Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Mulher

Prefeitura promove capacitação de detentas

Certificados foram entregues nesta quinta (26/9) para 14 detentas, na penitenciária Consuelo Nasser

Publicado em: 26 de setembro de 2019 às 13:39 | última atualização: 26 de setembro de 2019 às 16:15

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM), entregou certificados do curso de assentamento de piso e revestimento a 14 detentas da penitenciária Consuelo Nasser, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

A iniciativa é uma parceria entre a secretaria, o Serviço Nacional de Aprendizagem da Indústria (SENAI) e a Secretaria de Segurança Pública (SSP), e visa capacitar as detentas e inseri-las no mercado de trabalho após o cumprimento das penas.

A secretária da Mulher, Ana Carolina Sousa, ressalta a importância dos cursos para ressocialização das detentas. “É importante trazermos cursos como estes para que elas aprendam uma profissão, possam voltar para a sociedade e garantam emprego e renda com dignidade”, comenta.

O diretor de ensino do Senai, Clayton Cândido, afirma que o mercado da construção civil exige cada vez mais qualificação profissional e as mulheres são mais detalhistas e perfeccionistas, o que pode ser um diferencial na mão de obra.

O Diretor-Geral Adjunto de Administração Penitenciária, Coronel Agnaldo Augusto Cruz, cumprimentou as formandas e disse que, certamente, seria mais difícil realizar um curso sozinhos e de forma isolada. “A qualificação é cara. Sem o SENAI e a Prefeitura para nos ajudar com o apoio e conhecimento técnico, nada disso seria possível. Parceria que traz benefícios e ressocializa nossos custodiados”, disse.

Uma das detentas que receberam o certificado, C.B.S contou que está muito contente com os resultados. “O tratamento foi muito humanizado e o conhecimento bastante amplo. Irei utilizá-lo quando sair daqui”, declara.

Curso

As aulas foram ministradas por instrutores do SENAI, que chancelou os certificados entregues. Ao todo foram 160 horas/aula entre os meses de maio e julho, de segunda a sexta. Durante a formação, as detentas tiveram aulas teóricas em sala e práticas, onde reformaram uma das salas da administração do presídio. O próximo curso oferecido deverá ser o de corte e costura.

Luciano Joka, da Diretoria de Jornalismo