Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Infraestrutura

Operação tapa-buracos atende mais de 360 bairros em menos de 60 dias

Prefeitura implantou o segundo turno da operação e desde final de janeiro, no total, já foram tapados 51.163 buracos e recuperados 8.555 m² de cortes no asfalto, consumindo 6.024 toneladas de massa asfáltica

Publicado em: 02 de março de 2020 às 08:52 | última atualização: 02 de março de 2020 às 10:14

Comprometida em melhorar as condições de trafegabilidade nas ruas da Capital, a Prefeitura de Goiânia intensificou, desde o dia 30 de janeiro, a operação tapa-buracos e conseguiu, em menos de 60 dias, atender 364 bairros em todas as regiões, cobrindo, nesse período, 51.163 buracos e 8.555 m² de cortes de asfalto, abertos para execução de serviços da Saneago. Nos dois serviços, foram consumidas 6.024 toneladas de massa asfáltica.

A regularização do atendimento foi possível após a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos – SEINFRA – substituir a empresa fornecedora da matéria prima utilizada nas operações, no final de janeiro. “A entrega do produto começou a ficar muito irregular a partir de outubro do ano passado e chegamos a ficar mais de 15 dias mensais sem recebimento, a partir de outubro. Assim, a solução foi romper o contrato de forma unilateral e contratar emergencialmente outra empresa, que, junto com a nossa usina, está garantindo o fornecimento de matéria prima e possibilitando o cumprimento dos serviços. Para agilizar a solução do problema, criamos uma força tarefa com um segundo turno de operações”, afirma o secretário Dolzonan da Cunha Matttos.

No final de janeiro próximo passado, por determinação do prefeito Iris Rezende, a Seinfra ampliou o número de equipes tapa-buracos. As 15 equipes, compostas de um caminhão e oito operários, responsáveis pela recuperação asfáltica na cidade, ganhou o reforço de mais oito equipes e a execução dos trabalhos foi estendida até às 22h, inclusive aos sábados e domingos.

Com a força tarefa, os bairros mais afetados com o problema, com maior densidade populacional e trânsito mais intenso receberam os serviços com maior regularidade. Nos 56 dias de operação, sendo 15 em dois turnos, a operação tapa-buraco esteve no Jardim América 24 vezes, sendo 13 somente em fevereiro, e Jardim Guanabara 20 vezes, 14 em fevereiro. Outros bairros que receberam mais os serviços foram: Setor Bueno, com atendimento em 19 dias, sendo 12 em fevereiro, e o Setor Central, com 16 dias de serviço, 12 em fevereiro.

Reconstrução de 630 km

O grande volume de chuva que tem caído na capital nos últimos meses fez elevar o número de buracos nas ruas e avenidas de Goiânia. Não obstante o intenso trabalho desenvolvido pela Seinfra, o problema ainda persiste em algumas localidades.

Após a homologação da concorrência pública que definiu as duas empresas responsáveis pela reconstrução dos 630 km de ruas, avenidas e trechos de vias, a Seinfra aguarda a certificação dos contratos de supervisão e de execução para assinar as ordens de serviços. Após a expedição das OSs, as empresas têm 72 horas para iniciar os trabalhos. A expectativa é de que isso aconteça agora no início de março.

O programa vai contemplar bairros de todas as regiões da cidade, abrangendo uma área de 7.436.519,17 m². Serão beneficiadas 218 ruas de 11 bairros da Região Sul; 142 de 33 bairros das Regiões Norte e Leste; 151 vias de 41 bairros das Regiões Oeste, Sudoeste e Noroeste; e 117 de 22 bairros da Região Central.

Segundo o titular da Seinfra, Dolzonan Mattos, muitas outras vias acabaram se deteriorando, depois que o levantamento foi realizado, mas também serão contempladas com o saldo remanescente da concorrência, que teve um deságio de cerca de 22%, por lote, do valor orçado.

“A preocupação do nosso prefeito é melhorar a malha viária de Goiânia e temos uma relação de ruas que ficaram fora do estudo porque na época não apresentavam os problemas de hoje. Com os recursos obtidos no deságio da concorrência, vamos aplicá-lo nessas vias”, informa.

Nara Serra, da editoria da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos