Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Infraestrutura

Obras do Corredor T-7 chegam à Praça Tamandaré

Com 10,5 km de extensão, corredor atravessa 11 bairros e impacta cerca de 182 mil pessoas. Inauguração está prevista para março do próximo ano

Publicado em: 28 de outubro de 2019 às 17:07 | última atualização: 28 de outubro de 2019 às 17:07

As obras do Corredor T-7 chegaram à Praça Tamandaré, onde está sendo implantado um calçamento moderno em ladrilhos hidráulicos de alta resistência. Nas dimensões 40x40, o piso pigmentado de vermelho será instalado em todo entorno da praça.

Com prazo para ser concluída em 20 de dezembro deste ano, a nova calçada da Tamandaré ganhará paraciclos, novas lixeiras, novos abrigos nos pontos de ônibus e rampas de acesso para cadeirantes.

O novo calçamento, além de embelezar a Praça Tamandaré, um dos lugares mais tradicionais de Goiânia, tem a função de auxiliar na umidade do ar, uma vez que o produto usado para assentar o piso possibilita a retenção de água, criando um clima mais agradável, principalmente no período de seca.

Corredor da T-7
A obras do Corredor da T-7 começaram em 2015 com previsão para serem concluídas em março do próximo ano. Com recursos do Governo Federal, no montante de R$ 30.475.085,25, o corredor tem uma extensão de 10,5 km, num trajeto que atinge 12 bairros e impacta 182 mil pessoas.

Com 37% das obras executadas, o projeto prevê a implantação de ciclovias no canteiro central (totalmente concluída), ciclofaixas no leito das vias e ciclorrotas, também no leito das vias, onde carros também podem circular, na extensão que vai da Praça da Bíblia até o Terminal Bandeiras.

Para evitar alagamentos e assoreamentos que possam inviabilizar a mobilidade do corredor, está em execução o sistema de drenagem, no Córrego Vaca Brava com a Avenida C-12, no Setor Sudoeste.

Trânsito
O corredor contará com um sistema semafórico inteligente que dará maior fluidez ao trânsito de pessoas e veículos, evitando congestionamentos, gerenciado pela Secretaria Municipal de Trânsito Transporte e Mobilidade (SMT) e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (SEDETEC). Os dutos para a instalação de fibra óptica, que fará a conexão do sistema de monitoramento e semáforos inteligentes já foram implantados.

De acordo com o engenheiro Carlos Alberto de Miranda, analista em Obras e Urbanismo da SMT, serão 37 cruzamentos em todo o corredor e a nova tecnologia será feita através de câmeras com a função de laço detector virtual, verificando a contagem de veículos e sua ocupação. Todas as informações são enviadas para o controlador e do controlador para a central de semáforos, onde todos os verdes serão disponibilizados por essa central.

O técnico explica que “os semáforos inteligentes foram desenvolvidos visando uma locomoção urbana mais eficiente, em que o fluxo de veículos é detectado a 200 metros antes do semáforo e no momento em que o veículo passar pelo sensor os dados são enviados automaticamente para a controladora que, por sua vez, monitora os intervalos que o semáforo deve operar, oferecendo a melhor circulação, tanto de pedestres quanto de veículos”.

Dados
Extensão: 10,5 km

Trajeto: Rua Dona Gercina Borges Teixeira, no Centro, Avenidas Assis Chateubriand, T-7, C-4, C-12, C-17, Araxá, Avenida Belo Horizonte, Terminal das Bandeiras, na Vila União

Bairros impactados: Vila Alpes, Vila União, Vila Lucy, Jd. Ana Lúcia, St. Sudoeste, Jd. América, St. Bueno, St. Oeste, St. Sul, St. Central e Jd. Europa

Populaçao beneficiada: 182 mil

Linhas de ônibus: 13

Orçamento: R$ 30.475.085,25 (Recursos Federais)

Prazo para entrega: Março de 2020

Nara Serra, da editoria de Infraestrutura