Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Coronavírus

Goiânia amplia protocolos de prevenção do coronavírus

Município suspendeu as aulas nas unidades de ensino, decretou situação emergência e instalou um centro para monitorar a situação

Publicado em: 16 de março de 2020 às 15:08 | última atualização: 17 de março de 2020 às 14:31

Goiânia intensificou e ampliou os protocolos de prevenção do novo coronavírus. Entre as medidas tomadas pelo município estão a suspensão das aulas nas unidades da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) e a instalação de um centro para monitorar a situação na capital e conscientizar a população sobre os cuidados com a higiene. Além disso, novas medidas podem ser anunciadas a qualquer momento, de acordo com evolução dos fatos.

A secretária de Saúde do município, Fátima Mrué, informou nesta segunda-feira (16/3) que os casos da doença em Goiânia têm nexo epidemiológico e que todas as medidas tomadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) visam conter o avanço da infecção na capital. "O contexto atual exige que medidas preventivas e domiciliares sejam tomadas. E é por isso que todos os órgãos do município estão empenhados em trabalhar para evitar novos casos da Covid-19", disse. 

Fátima Mrué destacou ainda que os protocolos de prevenção podem ser ampliados a medida que novos fatos relacionados ao novo coronavírus sejam identificados em Goiânia. "Estamos preparados para tomar outras medidas, como a restrição em diversos setores, caso o número de casos aumente. Apesar dessas medidas tomadas inicialmente, é importante destacar que Goiânia ainda não registrou nenhum caso grave da Covid-19", pontuou. 

A orientação neste momento é que os pacientes sintomáticos procurem as unidades básicas de saúde para que possam ser acompanhadas pelos profissionais da SMS. "São 81 unidades com um espaço reservado e servidores qualificados para atendimento de possíveis casos da Covid-19", pontuou Fátima Mrué. 

Ainda segundo a secretária, os exames que identificam a presença do novo coronavírus serão feitos in loco em pelo menos dois centros de saúde por Distrito Sanitário. "Essas unidades, que estão sendo chamadas de sentinelas, contam com equipes volantes para colher materiais em outras unidades de saúde para que o diagnóstico seja feito o mais rápido possível", acrescentou.

A SMS anunciou nesta segunda-feira que os possíveis pacientes que apresentarem sintomas mais graves da doença serão internados nas unidades de referência. Em caso de suspeita, a orientação é de que os pacientes sejam isolados em seus domicílios e monitorados por médicos duas vezes ao dia por meio de um sistema digital de telemedicina. 

Confira as unidades preparadas para atender pacientes com suspeitas do coronavírus (clique aqui).

Suspensão das aulas

Além do decreto assinado pelo prefeito Iris Rezende que determinou situação de emergência no enfrentamento ao coronavírus e instalou um centro para monitorar a situação, a Prefeitura de Goiânia, após reunião com os secretários e auxiliares municipais, decidiu suspender as aulas nas unidades de Educação Infantil e Fundamental pelos próximos 15 dias. 

A medida, conforme destacou o titular da SME, Marcelo Costa, cumpre a nota técnica emitida pelo Governo de Goiás para de prevenção à disseminação do novo coronavírus. "Havíamos desenhado vários cenários diferentes de atuação para a Educação no decorrer do tempo e do cenário epidemiológico. No entanto, em virtude da nota emitida pela autoridade sanitária de Goiás, decidimos paralisar nossas atividades", disse. 

O objetivo é contribuir com o processo de mudança desse gráfico de expansão do número de casos. "E neste processo, é importante que os pais entendam que as crianças não devem frequentar lugares públicos com aglomeração. Este é um momento em que as pessoas precisam ter cuidado para proteger a sociedade goianiense. Dessa forma, com responsabilidade, estamos tomando todas as atitudes para proteger a comunidade", finalizou. 

Thiago Araújo, da Diretoria de Jornalismo