Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Cultura

Encontros de Folia de Reis e Catira reúnem três mil pessoas em Campinas

Evento realizado no domingo (26/1) contou com a presença do prefeito de Goiânia e de de mais de 40 grupos de todo o Estado

Publicado em: 27 de janeiro de 2020 às 09:49 | última atualização: 27 de janeiro de 2020 às 09:49

O domingo (26/1) foi marcado pela realização do 19º Encontro de Folia de Reis e do 5º Encontro de Catira de Goiânia. Cerca de três mil pessoas prestigiaram o evento na Praça do Santuário Basílica Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no setor Campinas, além dos mais de 40 grupos de foliões e catireiros vindos de várias cidades de Goiás.

O evento teve início às 6h com Alvorada Festiva e, às 7h, foi rezada a Santa Missa na presença de autoridades municipais e estaduais; e as apresentações do grupo seguiram até o fim da tarde. O prefeito Iris Rezende destacou a satisfação em sempre estar presente no evento. “Este encontro tem um significado muito especial. A humanidade não pode esquecer a história da vida do nosso Jesus Cristo. Hoje eu senti e vi centenas e centenas de pessoas envolvidas durante muitos e muitos dias para a celebração desta missa e deste evento. Crianças, jovens, idosos, com trajes a caráter para agradecer a Deus por tudo que temos recebido. A Prefeitura agradece a Igreja e todos os grupos que aqui representam essa tradição cultural que enaltece o nosso Criador”, disse.

O secretário municipal de Cultura, Kleber Adorno, ressaltou o objetivo da Prefeitura em realizar o evento cultural. “Goiânia foi constituída por pessoas corajosas, que buscavam melhorar a sua vida e que vieram de todos os lugares do Brasil. E, também, o processo de formação da nossa cidade se deu por pessoas que vieram do interior para cá e trouxeram seu espírito de religiosidade, suas crenças, hábitos e isso compõe a nossa origem, a identidade. Então, a Prefeitura, ao fomentar essas ações culturais, busca exatamente evidenciar esses valores, essa personalidade da cidade e das pessoas”.

Sobre o tema dos encontros “Comer bem, viver bem: siga essa Estrela”, a diretora de políticas e eventos culturais da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), Marci Dornelas afirma que é um alerta para as pessoas refletirem sobre os hábitos alimentares. “Falar sobre a comida, a alimentação saudável, tem a ver com a memória à alimentação tradicional, alimentos mais saudáveis e todos os anos fazemos o encontro com um tema para a reflexão e melhoria da qualidade de vida das pessoas”, pontuou.  

Integrante da Companhia Avelino Tavares de Almeida, de Jussara (GO), Daniel Almeida Marciano participou do evento pela segunda vez. “É muito bom participar, gratificante receber este convite de Goiânia. Este ano nossa folia foi muito abençoada, conseguimos entregar mais uma missão graças a Deus. Nosso grupo fica sempre muito feliz por vir. Somos um grupo de 35 pessoas com famílias, amigos, uma tradição que passa dos avós aos netos”, afirmou.

Já Albani Barbosa e Silva veio com a Folia Mineira de Itaguari (GO). Para ela, cada ano que passa a folia deixa um aprendizado. “Cada caminho, pouso, rito que cantamos levamos a mensagem de Deus. Hoje, estamos finalizando o tempo de folia deste ano e acredito que é uma cultura que não podemos deixar morrer, vem dos nossos antepassados e trazemos sempre isso para nossa juventude. Se deixarmos morrer, as nossas crianças não vão saber o que é folia. Então, estamos aqui representando nossa tradição com a maior satisfação e fé um Deus”, concluiu.

Moradora de Campinas há mais de 20 anos, Tânia Mara sempre faz questão de prestigiar o encontro. “Acho bonito demais. Acho lindo! Meu avô gostava demais de folia e catira. Ele tocava sanfona, violão, cantava muito quando a gente era criança. E vir aqui me emociona, me faz lembrá-lo com muito carinho”.

Prefeito Iris Rezende fala a fieis e foliões na Igreja Matriz de Campinas

Lívia Máximo, da Editoria de Cultura
Fotos: Jackson Rodrigues e Paulo José