Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Infraestrutura

Duas empresas vencem concorrência para reconstruir 630 km de asfalto

Após a homologação e certificação do contrato serão assinadas as ordens de serviços para que as empresas iniciem os trabalhos, fato que deve ocorrer no início de fevereiro

Publicado em: 19 de dezembro de 2019 às 15:12 | última atualização: 19 de dezembro de 2019 às 15:12

As empresas Engefort Construtora e Empreendimentos Ltda e Construservice Empreendimentos e Construções Ltda venceram o processo licitatório da Prefeitura de Goiânia para a reconstrução de 630 km de ruas e avenidas e trechos de vias da capital.

Com orçamento de R$ 400 milhões, incluindo a supervisão e sinalização das vias, a obra é dividida em quatro lotes, que compreendem todas as regiões de Goiânia. De acordo com o edital, a empresa vencedora da licitação terá um prazo de até 24 meses para execução do serviço, por lote, e deverá começar a execução em até 72h, após a emissão da ordem de serviço.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, após a homologação e certificação do contrato serão assinadas as ordens de serviços para que as empresas iniciem os trabalhos, fato que deve ocorrer no início de fevereiro. “Tão logo os contratos sejam certificados, vamos assinar a ordem de serviço para que as empresas comecem logo a trabalhar, porque muito da pavimentação asfáltica da nossa capital já não suporta mais os remendos com operação tapa-buracos e com isso teremos uma nova malha viária, com muito mais segurança para os usuários”, explica.

A Engefort Construtora e Empreendimentos Ltda será responsável pela reconstrução da pavimentação asfáltica dos bairros da Região Sul. Já a Contruservice Empreendimentos e Construções Ltda responderá pela reconstrução asfáltica dos bairros das outras Regiões.

Segundo o edital, as empresas deverão iniciar os trabalhaos em até 72h, após a emissão da ordem de serviço e um prazo de até 24 meses para conclusão.

Nara Serra, da editoria de Infraestrutura