Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Meio Ambiente e Urbanização

Comissão de secretários se reúne com catadores de matérias recicláveis

Reunião ocorreu na manhã desta quinta-feira (6/2) no Paço Municipal e as solicitações do grupo serão debatidas entre as pastas envolvidas. Novo encontro será realizado em até 30 dias

Publicado em: 06 de fevereiro de 2020 às 15:25 | última atualização: 06 de fevereiro de 2020 às 15:25

Uma comissão de secretários da Prefeitura de Goiânia recebeu na manhã desta quinta-feira (6/2) representantes do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis em Goiás (MNCR-GO), após a realização da Marcha dos Catadores, que foi promovida por eles na capital. Durante o encontro, que ocorreu no Paço Municipal, foram apresentadas as solicitações do grupo com relação aos trabalhos da coleta seletiva na cidade.

Na oportunidade, um documento foi entregue à comissão composta pelos titulares da Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos de Goiânia (ARG), Paulo César Pereira; da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Aristóteles de Paula; da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), Vassil Oliveira; e o chefe de gabinete da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), Ariovaldo Moreira, que se responsabilizaram em analisar as solicitações e realizar os devidos encaminhamentos entre as pastas.

De acordo com Paulo César Pereira, as reivindicações do movimento levarão em conta as metas estabelecidas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos e também pelo Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. “Ouvimos aqui as reivindicações do grupo e vamos, nos próximos dias, avaliar e pontuar o que pode ser feito pela administração”, disse o titular da ARG, pontuando que o resultado da análise será apresentado ao prefeito Iris Rezende e posteriormente aos integrantes do MNCR em uma reunião prevista para ser realizada em até 30 dias.

Mauro Júnio, da Diretoria de Jornalismo
Fotos: Jackson Rodrigues