Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Saúde

Ciams Pedro Ludovico oferece terapia comunitária

As reuniões acontecem todas as segundas-feiras e estão abertas às pessoas que precisam de psicoterapia

Publicado em: 17 de fevereiro de 2020 às 13:40 | última atualização: 17 de fevereiro de 2020 às 13:40

O Grupo de Terapia Comunitária tem como objetivo acolher as pessoas em situação de sofrimento, que passam por problemas familiares, emocionais, são portadores de doenças crônicas ou têm dependência química,  por exemplo.

Os encontros são realizados no Ciams Pedro Ludovico às segundas-feiras das 16:30h às 18h e estão abertos à comunidade em geral a partir de 18 anos. Tanto pacientes que aguardam uma consulta com psicólogo nas unidades de saúde, quanto o usuário que chega por meio de demanda espontânea podem participar.

Durante as sessões de terapia comunitária são realizadas palestras que abordam temas escolhidos pelos próprios participantes, como ansiedade, depressão, síndrome do pânico e outros.  Há a participação de profissionais de várias áreas, como enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, educador físico e de convidados especiais, como cantores, artistas plásticos e escritores, que levam suas experiências para o grupo.

O grupo foi idealizado pela psicóloga e psicoterapeuta M.S.c Jeane Araújo que já desenvolve esse trabalho no Cais Guanabara há 12 anos.  “A Terapia Comunitária é um espaço proporcionador da fala e expressão do sofrimento e das situações de crise, por isso, é importante para o resgate cultural e da auto-estima das populações”, explica a psicóloga.  

Quem se interessar em participar da terapia comunitária deve ir até o Ciams Pedro Ludovico, na segunda feira, às 16 horas, e se inscrever com a psicóloga Jeane na recepção. Após a primeira reunião em grupo será feita uma avaliação individual.

Ciams Pedro Ludovico: Avenida Edmundo Pinheiro (5ª radial) Setor Pedro Ludovico. (em frente ao Campo do Goiás).

Adriana Moraes- editoria de saúde