Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Direitos Humanos

Central de Libras amplia acessibilidade em Goiânia

Em 2019 foram realizados mais de mil atendimentos, a maioria concentrada nas áreas de Saúde e Justiça

Publicado em: 31 de dezembro de 2019 às 09:00 | última atualização: 19 de dezembro de 2019 às 13:44

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Politicas Afirmativas (SMDHPA), realizou em 2019 mais de mil atendimentos na Central de Interpretação da Língua Brasileira de Sinais de Goiânia (CIL). Os atendimentos foram realizados por meio de agendamentos pessoais e por redes sociais com vídeos chamadas pelo WhatsApp.

Para o secretário municipal de Direitos Humanos, Filemon Pereira, Goiânia está no caminho certo para construção de uma cidade cada vez mais acessível e inclusiva: “Nosso intuito nestes dois anos da central foi o de garantir a qualidade de vida e a igualdade em direitos das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida”, lembra.

Neste ano, as procuras por atendimentos na CIL foram concentradas na área de Saúde e Justiça, onde o cidadão surdo recebeu o apoio do interprete de libras na busca de intermediação do nosso idioma para libras e de libras para o nosso idioma.  

O superintendente municipal da Pessoa com Deficiência ou Mobilidade Reduzida, Antônio José, lembrou que o projeto teve início em sua gestão como secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, e que, graças ao esforço da atual gestão, a capital recebeu essa grande conquista: “Trata-se de uma política de equiparação de oportunidades. As centrais de Libras significam igualdade de oportunidades. Elas dão voz aos surdos e isso dá a eles independência”, avalia.

Em 3 de dezembro é celebrado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Em Goiânia, mais de 25 mil pessoas são surdas ou tem deficiência auditiva. O projeto da Prefeitura tem como objetivo de facilitar a comunicação de pessoas com deficiência auditiva em atendimentos médicos e audiências judiciais, entre outros serviços.

Funcionamento
A Central de Interpretação da Língua Brasileira de Sinais de Goiânia funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, na sede da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Politicas Afirmativas, situada na Rua 99, n°66, no Setor Sul. Os agendamentos podem ser solicitados por meio do aplicativo WhatsApp: (62) 99231-4704 ou 3524-2636.

 Diego Reis, da Diretoria de Jornalismo