Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Infraestrutura

Avançam as obras dos terminais do BRT

Quatro terminais e 31 plataformas de embarque e desembarque integram os 12,7 km do sistema, entre o Setor Morada do Bosque, na Região Norte, e a Praça Cívica, no coração da Capital.

Publicado em: 09 de março de 2020 às 08:54 | última atualização: 09 de março de 2020 às 09:32

Goiânia está muito próximo de ganhar um novo modal de transporte que vai ligar as Regiões Norte e Sul da cidade, modernizando a mobilidade urbana e melhorando a vida de quem usa o transporte público: o BRT Norte-Sul. Os 12,7 km do Corredor, entre o Terminal Recanto do Bosque e a Praça Cívica, vão abrigar quatro terminais de integração e 31 plataformas de embarque e desembarque. As instalações já chamam a atenção de quem mora ou trafega pela extensão do trecho Norte.

Os terminais funcionarão como um ponto de chegadas e partidas dos ônibus do BRT. Têm estrutura em perfis metálicos e contará com cobertura em telhas metálicas trapezoidais, tipo sanduíche, com proteção termoacústica, que isola a temperatura e o som, deixando o ambiente mais agradável.

Na área dos terminais serão construídas a administração com refeitório para os funcionários do sistema, central de resíduos, casa para o gerador de energia elétrica, casa de força para o quadro de energia (Q.E.), sala do servidor e sanitários públicos e para a administração. No espaço serão instalados bancos para os usuários, máquinas de venda automática (ATM) e do sistema sitpass e lixeiras para coleta seletiva. Os terminais contarão também com bicicletário, estacionamento e uma caixa d’água com capacidade para 86 mil litros.

Terminal Recanto do Bosque

No extremo Norte, o Terminal Recanto do Bosque está sendo construído em uma área de 10 mil m². A metade da cobertura, a pavimentação e toda a área administrativa já estão prontas, o que representa mais de 85% da obra. A área está sendo preparada para operar as linhas, liberando a outra metade para início da pavimentação e da cobertura do local onde hoje está funcionando o Terminal. Com orçamento de R$ 8,5 milhões, o prazo para conclusão total é julho deste ano.

Terminal Perimetral

Localizado na Avenida Goiás Norte, no Setor Urias Magalhães, fará a interligação com os ônibus comuns vindos da Av. Perimetral Norte. Com orçamento de R$ 9 milhões e 35% dos serviços executados, o Terminal está sendo construído em uma área de 8.400 m² e deverá ser concluído em outubro. Parte da estrutura metálica já foi erguida e quando finalizada serão construídos os prédios administrativos. A pavimentação foi iniciada e com a retirada dos postes pela Enel, foram iniciadas as fundações da última linha do pilar para concluir a estrutura.

Terminal Rodoviária

O Terminal que está sendo construído numa área de 4.573 m², ao lado da Rodoviária, teve início em 2016, mas as obras não prosseguiram. Com valor de R$ 8,5 milhões, os serviços foram retomados em junho do ano passado e tem previsão de término para o próximo mês de maio. Já foram concluídas toda a pavimentação e a estrutura, com a cobertura. Atualmente estão sendo construídos os prédios administrativos.

Estações

Também chamadas de plataformas alimentadoras, as estações possuem duas dimensões: as de 60 m de extensão, construídas em espaço de 366 m²; e as de 28 m de extensão, em espaço de 255 m², e todas possuem sistema de catracas para acesso. São compostas de uma área destinada à administração, bilheteria, sanitários públicos M, F e PNE, depósito geral, sala de perdidos e achados, bancos para descanso, lixeiras para coletas seletivas, máquinas de venda automática de produtos alimentícios, e máquinas do sistema sitpass para venda de passagens.

As plataformas terão acabamento padrão, com piso em granilite e concreto, e as paredes com pintura acrílica, azulejos, cerâmicas e pastilhas.

Das 31 previstas, 14 já estão em execução em diferentes estágios: de fundação, estrutura pré-moldada da plataforma, estrutura metálica, cobertura e acabamentos.

BRT Norte-Sul

O BRT Norte-Sul tem uma extensão de 21,7 km, saindo do terminal Recanto do Bosque, na Região Norte da Capital até o terminal Cruzeiro, em Aparecida de Goiânia. É composto por duas trincheiras, seis terminais de integração aos ônibus comuns e 30 estações de embarque e desembarque. No final do ano passado, foi publicado o edital para contratação de empresa que fará os 5,1 km entre o Terminal Isidória e o Terminal Cruzeiro. A licitação foi aberta no dia 3 de fevereiro e uma empresa e dois consórcios foram habilitados. O processo está em fase de recurso das empresas concorrentes.

O trecho em construção está orçado em R$ 275 milhões, em valores iniciais, sendo R$ 140 milhões de recursos do FGTS e o restante de contrapartida da Prefeitura de Goiânia. Já o trecho de 5,1 km entre os Terminais Isidória e Cruzeiro está orçado em R$ 87,3 milhões, valor proveniente do Orçamento Geral da União (R$ 70 milhões) e do tesouro municipal (R$ 17.3 mihões). A empresa vencedora terá 18 meses para entregar a obra.

As obras do Corredor do BRT Norte-Sul começaram em março de 2015, mas, por divergências entre a Prefeitura, a Caixa Econômica Federal e órgãos de controle, sofreram uma paralisação de oito meses, sendo retomadas em março de 2018, após assinatura de um TAC entre o Ministério Público e os demais envolvidos.

Trecho Norte

O último trecho do Corredor e as pistas laterais na Avenida Oriente já foram executados e as calçadas estão sendo construídas na Avenida Goiás Norte, restando também a sinalização horizontal, vertical e semafórica para a conclusão da obra na Região Norte. Também em construção os dois Terminais: Perimetral e Rodoviária e as estações de embarque e desembarque de passageiros.

Na Avenida Goiás, as obras de drenagem e do Corredor estão sendo executadas entre a Avenida Anhanguera e a Rua 1. A rede já está pronta, aguardando um período de estiagem para executar os pavimentos, do Corredor e dos veículos comuns. Concluindo esse trecho, as obras serão transferidas para a contramão da Avenida, iniciando pela Avenida Independência. As calçadas acessíveis e a parte urbanística também ainda serão executadas.

Trecho Sul

Todas as pistas, do Corredor e das laterais, entre a Praça do Cruzeiro e o Terminal Isidória já foram concluídas, e as calçadas estão na fase de colocação de piso tátil. Estão na fase de terraplenagem e fundação as obras de construção do novo Terminal Isidória, com plataformas para atender o BRT e os ônibus comuns, que fazem a integração das linhas.

Já no exterior da Praça do Cruzeiro, a pavimentação em concreto do Corredor está pronta e falta ser concluído o piso flexível e as calçadas para estender os serviços para a Rua 84 até a Praça Cívica. O entorno da Praça será a última etapa do BRT Norte-Sul a ser executada e junto com ela, o trecho da Avenida Goiás, a partir da Rua 1.

Nara Serra, da editoria de Infraestrutura

Fotos: Pelikano