Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Infraestrutura

Avançam as obras da rede de drenagem na Avenida Goiás

A pista do BRT, no cruzamento da Avenida Paranaíba até a Rua 5, começou a ser concretada. Cerca de 60% dos serviços dessa segunda etapa já estão concluídos

Publicado em: 14 de outubro de 2019 às 17:29 | última atualização: 14 de outubro de 2019 às 17:29

Com 34 dias de trabalho, começou a ser concretada hoje a pista do BRT na Avenida Goiás, no cruzamento da Avenida Paranaíba até a Rua 5. A rede de drenagem nesse trecho também já está praticamente pronta e a expectativa é de concluir essa segunda etapa da obra antes do prazo previsto de 75 dias.

O trecho de aproximadamente 400 m começou a ser executado no dia 25 de setembro e na manhã de hoje, 14/10, o consórcio responsável iniciou a colocação do concreto. A previsão é fazer meia pista de todo o cruzamento ainda hoje, e amanhã, 15/10, concluir o serviço na pista do BRT. Passado o tempo de cura, até o próximo domingo, 19/10, o local deverá ser liberado para o tráfego de veículos.

Nessa segunda etapa, o método executivo sofreu mudanças, possibilitando aumento na produtividade dos serviços e ganho no processo de construção da rede e do corredor. Primeiro foi feito o rebaixamento da pista, em seguida o subleito (é uma etapa da terraplanagem) e, por fim, o serviço de drenagem. Só depois entrará na etapa de pavimentação.

Cerca de 60% dos serviços dessa segunda etapa já estão concluídos e, de acordo com o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, a mudança na estratégia e a diminuição gradual no tamanho da tubulação na região da Av. Goiás (de 800 mm até 500 mm) está beneficiando o andamento dos serviços, que serão concluídos num tempo inferior ao que foi planejado. “Estamos num ritmo muito bom de trabalho e a mudança na estratégia de execução está permitindo ganharmos em produtividade para concluirmos num prazo menor do que previsto”, afirmou.

O prazo para conclusão da obra, no sentido Norte-Sul, é dezembro deste ano e toda a rede, da Praça Cívica até a Rua 4, no Setor Norte Ferroviário, deverá estar pronta em agosto de 2020.

Com a rede de drenagem, cuja extensão total é de 2,6 km, entre a Praça Cívica e a Rua 4, no Setor Norte Ferroviário, a prefeitura soluciona o problema de alagamentos e enchentes em grande parte da região Central de Goiânia.

Requalificação
Além da rede de drenagem e da pista do BRT, as obras contemplam ainda a revitalização de toda a via, com melhoria no sistema de iluminação por lâmpadas Led; sinalização horizontal, vertical e semafórica, com semáforos inteligentes; e calçadas acessíveis e arborizadas; substituição dos abrigos dos pontos de ônibus.

Rede de drenagem
A rede de drenagem completa vai da Praça Cívica ao Setor Norte Ferroviário. Os trabalhos de construção tiveram início em março e, por ser o trecho mais complexo, começaram pela Rua 4, no Setor Norte Ferroviário, onde se dará o lançamento no Capim Puba, de lá passará pela Avenida Oeste, no Setor Marechal Rondon, onde também já foi concluída, seguirá em frente à Câmara Municipal e subirá a Avenida Goiás, cruzará a Avenida Independência e chegará até a Praça Cívica.

O projeto da rede é audacioso, com utilização de tubulação em Ribiloc (PVC), de 500 mm de diâmetro, na Praça Cívica (início), e de 1.600 mm de diâmetro (1,60 m), no Capim Puba, onde será o lançamento. A capacidade de vazão é de 10 mil litros de água por segundo.

O orçamento para a execução das obras nesse trecho da Goiás até a Praça Cívica é de R$ 40,575 milhões, sendo: Drenagem: R$ 7,775 milhões; Pavimento Rígido: R$ 17,194 milhões; Pavimento Flexível: R$ 3,468 milhões; Obras complementares: R$ 10,178 milhões; e Estações: R$ 1,960 milhões.

Nara Serra, da editoria de Infraestrutura
Foto: Edilson Pelikano