Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Comunicação

Atletas da seleção paralímpica são recebidas no Paço

Grupo que disputou os jogos Parapan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru, se reuniu com o prefeito Iris Rezende e apresentou medalhas conquistadas. O Brasil foi o campeão em número de medalhas nessa edição dos jogos

Publicado em: 17 de setembro de 2019 às 17:58 | última atualização: 23 de setembro de 2019 às 09:48

Medalhistas nos Jogos Parapan-Americanos de 2019, disputados em Lima, no Peru, foram recebidas pelo prefeito Iris Rezende na tarde desta terça-feira (17/9), no Paço Municipal. Atletas femininas das modalidades tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado apresentaram ao prefeito as conquistas brasileiras na competição. A jogadora Adrian, do vôlei sentado, foi eleita a melhor bloqueadora dos jogos e ganhou a bola de ouro.

Acompanharam as medalhistas o secretário municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas de Goiânia, Filemon Pereira, a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Ana Carolina Almeida, o vereador Izídio Alves, o superintendente da Pessoa com Deficiência da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA), Antônio José,  a presidente da Associação dos Deficientes Físicos do Estado de Goiás (Adfego), Maria Clara Carvalho, e o treinador da seleção brasileira de vôlei sentado, Jose Guedes.

O Brasil sagrou-se campeão no número de medalhas dos VI Jogos Parapan-Americanos, com 308 medalhas, batendo o recorde que era do México. Foram realizados eventos de 17 modalidades esportivas, sendo que sete serviram como as classificatórias continentais para os Jogos Paralímpicos de Verão de 2020, que serão realizados entre agosto e setembro de 2020. Três modalidades, o badminton, taekwondo e o tiro, estreiaram nos jogos.

Para Maria Clara Carvalho, a questão do esporte na vida de uma pessoa com deficiência é fundamental. Segundo ela, o esporte permite que essa pessoa, vítima de uma lesão, de uma deficiência, se reinsira na sociedade e se complete, ao mesmo tempo que também motiva outras pessoas a superarem suas limitações.

Para a medalhista Taís Severo, ouro no Tênis de Mesa por equipe no Parapan de Lima de 2019, mais importante do que a superação individual é poder representar o Brasil e trazer essa conquista para o país. Isso, segundo ela, tem um significado muito maior, que é tornar-se referência para outros atletas.

“Na realidade, não representamos apenas as pessoas com deficiência. Nós representamos nosso país. Nossa conquista é, antes de tudo, uma referência para que outros atletas, paralímpicos ou não, também busquem a superação”, avalia.

José Guedes, treinador da seleção brasileira feminina de vôlei sentado, avalia que a participação brasileira em Lima 2019 foi significativa e histórica, primeiro porque o país teve um número muito grande de atletas que tiveram excelentes resultados e histórica porque é a 4ª edição consecutiva em que o Brasil se torna campeão geral dos jogos.

“Além disso, o Brasil bateu o recorde no número de medalhas conquistadas. Foram 308 medalhas nessa edição, quebrando o recorde que era do México, que em 2011 havia conquistado 306 medalhas nos jogos que foram realizados na própria cidade do México. É preciso frisar, também, que das 12 atletas do vôlei sentado que foram para Lima, seis são goianas. Nós conquistamos a medalha de prata e asseguramos a vaga para os jogos de Tóquio, em 2020”, pontuou.

O prefeito Iris Rezende agradeceu a visita e disse que está extremamente gratificado com a presença do grupo vencedor e que espera que as conquistas das atletas goianas incentivem outros atletas a trilharem o mesmo caminho vencedor.

“Sem dúvidas, essa é uma tarde marcante, pois eu me realizo quando me deparo com pessoas tão valorosas como o são essas atletas que vieram aqui hoje dividir as suas conquistas com todos nós goianos. Vocês são exemplos de vitalidade, de vida para milhares de pessoas, de forma que eu me sinto extremamente honrado em receber todas vocês”, disse, recomendando ao secretário Filemon Pereira que envide esforços no sentido de contribuir com o esporte paralímpico na capital.

A visita das atletas paralímpicas ao prefeito, de acordo com o superintendente da Pessoa com Deficiência, da SMDHPA, Antônio José, faz parte das atividades em homenagem ao Dia Nacional de Luta da Pessoas com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro.  

Cloves Reges, Diretoria de Jornalismo
Foto: Hágabe Carvalho