Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Saúde

Prefeitura investe R$ 1,3 bilhão na Saúde em 2019

Para efeito de cumprimento do índice constitucional, os gastos em ações e serviços públicos de saúde na capital no ano passado chegaram a 19,74% da receita computada para esse fim. Apesar da legislação determinar que o município invista 15%, a gestão municipal ultrapassou com folga esse percentual

Publicado em: 18 de fevereiro de 2020 às 11:18 | última atualização: 18 de fevereiro de 2020 às 11:18

A prefeitura de Goiânia gastou bem acima do mínimo constitucional com Saúde, em 2019. É o que revela o Balanço referente ao 3º quadrimestre divulgado pelo prefeito Iris Rezende na última segunda-feira, 17/02. Foi custeado R$ 1,3 bilhão em saúde no ano passado. Para efeitos de cumprimento do índice constitucional da saúde, foram gastos 19,74% da receita, o mínimo é de 15%.

Ao explicar os motivos, o prefeito aponta os investimentos realizados pela gestão na área. Foram requalificadas três novas unidades de saúde em 2019: a UPA Novo Mundo, Centro de Saúde da Família Jardim Itaipu e Centro de Saúde da Família Novo Planalto e as reformas de 14 Centros de Saúde da Família.

“Perim, Antônio Carlos Pires, Curitiba I e II, Vila Mauá, Caravelas, Cachoeira Dourada, Guanabara I, Esplanada do Anicuns, Eli Forte, João Braz, Vera Cruz I, Vila Mutirão e Parque Atheneu”, enumera Iris.

“Digo, com muita alegria, que estão em fase adiantada quatro grandes obras que serão concluídas e reinauguradas este ano, todas de grande dimensão e importância para nossos cidadãos: a Maternidade Oeste, bem como as UPAs Jardim América, Chácara do Governador e Jardim Guanabara”, comemora.

Iris também pontua os investimentos na educação municipal, que somaram R$ 1,031 bilhão nesse mesmo período.  Para efeitos de cumprimento do índice determinado pela Constituição Federal, o município investiu 25,51% na manutenção e desenvolvimento do ensino, acima, portanto, dos 25%, obrigatórios.

Iris cita as quatro mil novas vagas em Cmeis “depois de um esforço concentrado ao longo destes três últimos anos”. No balanço, constam 77 novas salas modulares e a licitação para 100 novas. “As montagens são rápidas, de modo a abrigar crianças cujas mães precisam trabalhar”, defende.

O prefeito também falou das obras em diversas escolas e a licitação de outros 18 novos Cmeis “espalhados nas diversas regiões de Goiânia”. No balanço, Iris contabiliza 104.881 alunos na educação infantil, no ensino fundamental e na educação de jovens e adultos e um total de 18.168 profissionais que atuam no setor. “Estamos preparando um concurso para a contratação de mais servidores”, adianta.

A demonstração e avaliação do cumprimento das metas fiscais do terceiro quadrimestre apontam investimentos na ordem de R$ 207, 2 milhões. O resultado representa um crescimento de 205,13% na comparação com 2018, o maior volume dos últimos seis anos. 

Antônio Bento, da Diretoria de Jornalismo